quarta-feira, fevereiro 22


Desculpe por ser gorda!

27



Sei que muitos de nós temos a mania de ficar justificando o ganho de peso. Chega a ser quase insuportável às vezes em que me pego justificando o porquê de estar gorda. Muitas vezes encontro alguém que há tempos não via e lá esta eu pedindo desculpas por estar gorda, ou pior, como se eu precisasse justificar o que me acomete. Quero de verdade parar com isso, pois transparece fraqueza e inferioridade.
Um ano atrás eu tive uma funcionaria que era muito querida e amigável. Com o tempo fomos ficando próximas quase amigas. Com o tempo vi que ela começou a se aproveitar da proximidade que tinha comigo para tirar proveito e opinar na minha vida. É incrível como as pessoas acham que tem direito de entrar em nossas vidas e tentar ser o juiz de nossos atos. Ela começou a invadir meu espaço, chegar atrasada e não se justificar. Um dia ela me disse que o que eu precisava era emagrecer e para isso bastava fechar a boca. Disse também que para o meu marido, estava muito cômodo esta situação e que eu era fraca e ingênua demais. Naquele momento eu não tive reação nenhuma, deixei ela terminar o que estava falando e me mantive calada. Se isso me acontecesse há anos atrás, com certeza jamais deixaria pra lá. Passaram-se alguns dias e meu marido estava incomodado com o comportamento desacertado da moça e pediu para que eu falasse com ela que este era uma ambiente de trabalho. Eu o fiz e nada adiantou. Certa vez ela havia engordado uns 5 Kg e chegou reclamando que não conseguia emagrecer, naquele momento lembrei-me dela falando que era só fechar a boca, mas mesmo assim me calei. Chegou o fim da linha o dia em que realmente ela me desrespeitou na frente dos demais funcionários, se dirigindo a mim como se eu fosse um nada, um lixo que encontrou na rua! Gente, a obesidade me tirou a voz! Concluindo, ela se demitiu por não haver mais clima na empresa.
Apesar de este episódio ter passado, ficaram marcas. Digo não somente por todo enfrentamento e por ela ser folgada demais, mas por eu ter pedido a voz ativa que sempre tive. Por me sentir fraca, mesmo não sendo. Por perder a coragem de enfrentar as pessoas olho no olho...
Hoje sofro com a bentida justificativa por estar gorda, como se isso fosse um crime. Cada pessoa que conheço lá esta eu falando de como eu engordei e como pretendo emagrecer. Chega, agora dei um basta, pois quem verdadeiramente se importa conosco não precisa de justificativas.

27 comentários:

LU disse...

Oi Ju!!!
As pessoas nos olham assim mesmo, mas nem que me matem digo que estou gorda porque como q nem uma porca kkkkkkk, se alguem falar que estou gorda eu digo é engordei um pouquinho, rsrsrs
bjus

Juliane disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juliane disse...

hahaha... gostei! bj

Lu Fernandes disse...

Ju, a grande verdade é esta, quando estamos gordas, nos sentimos inferiores, nos sujeitamos a muitas situações constrangedoras e não temos mais voz ativa. Nossa defesa é o ataque, já que nos preparamos pra ele a todo momento. Falamos mal de nós mesmas, antes que outras pessoas o façam e isso além de doer muito no momento, deixa marcas que ficam pra sempre, mesmo depois de magra, sofro com minhas feridas antigas.. Agora, queria que você me contasse um pouco mais sobre a hipoglicemia, se importa?? Vc disse que sofre com ela a 10 anos, eu já faz 1 ano e dois meses, desde que operei, e a causa não é conhecida também, já fiz até um cirurgia nova para tentar reverter o problema, mas não funcionou e minha crises são terríveis, fico ela a 30, 40... Todos os dias e quando chega a 17, normalmente eu desmaio, e isso tem acontecido umas 2 vezes por semana.. Me conte um pouco mais do seu caso pra eu falar pro meu médico???? bjssss se não quiser falar por aqui pode me mandar email - lufernandesfotografa@yahoo.com.br
brigada!!!!!!

Rose C. disse...

Juliane minha querida

Você chegou ao lugar onde muitas pessoas não chegam , mesmo depois de anos de terapia.Dar um basta a uma condição que te escraviza. Adoro quando você diz isso porque você esta saindo da posição de defesa e partindo para o ataque como disse a Lú Fernandes.Quando decidi pela bariátrica eu disse basta a máscara de gordinha feliz e bem resolvida! Infelizmente a obesidade é doença, as pessoas sabem disso e submetem o gordo à humilhação. Você esta indo em busca do resgate de sua força, que sempre esteve ai oculta pelo excesso de peso. Beijão amiga.

Fernanda disse...

Tb faço isso, principalmente qdo vou para "minha" cidade... Justifico, como se tivesse cometido um crime terrível.. Não somos culpadas de nada...

Bjos

Juliane disse...

Lú... vou te enviar por e-mail, pois consigo explicar direitinho! bj

Juliane disse...

Rose... Vc sempre com palavras sabeas que acalentam o coração... obrigado... bj

Juliane disse...

Como é ruim né menina!? Odeio quando faço isso, pois pq teriamos de nos justificar se precisamos de ajuda... bj

Isac Aires disse...

Gostei do desabafo, a inferioridade sempre é sentida pelas as minorias, mas na vida nos deparamos com diversas situações que nos fazem mais fortes, tento tirar sempre algo bom das coisas que acontecem comigo, e chega de justificativas né....bjos

Fernanda disse...

Juliane, sei como se sente, passei por uma situação parecida, onde me senti acovardada por estar acima do peso e a pessoa usar disso para me ofender.
Olha vc foi é mt corajosa flor, deu um passo em direção a sua vitória, que poucos dão.
Continue ffirme e com fé.

Bjus e sucesso pra ti!!!

Minha vida, minha gastroplástia disse...

Jú, vc disse tudo neste post nós sempre temos mania de ficar falando o pq de estarmos acima do peso, mas acho que o que acontece é que queremos dar explicações pra parecer que somos melhores, mais importantes, mais seguras, porém quando somos obesas somos mais fracas, e ai acho que é ai que temos que mudar, é dificil, mas temos que ser melhores, e que bom que teve o apoio do maridão, isto nos fortalece.
Até mais....

JóiJói disse...

Jú, que coisa não?
Uma colega do trabalho também fez a gastro e ela ocupa um posto de chefia.
A minha coord diz que antes, ela ia às reunições e sempre ia com a maioria, muitas vezes com idéias ótimas, mas nunca se expunha!
Já hoje, ela rooooda a bahiana....
É bem por aí mesmo, acho que a obesidade já é algo que fazem as pessoas nos julgarem tanto, que muitas vezes, a gente não quer ser mais alvo e deixa as coisas caminharem dessa maneira, sempre se colocando como inferior, para num chamar tanto atenção...


BEijos

Sonhando os sonhos de Deus disse...

é de fato ja fui a dona "justificativa" e o fato de esta gosda nao interessa a ninguem alem de nos mesmas mas kando vejo ja estou me justifikando....isso é fogo!!
beijus

Diário Light de uma felina e sua Filhota! disse...

é assim mesmo...Acabamos nos tornando vitimas da obesidade sem perceber...E esse caso da sua funcionaria com certeza foi ´so um entre tantos que passamos o meu ponto final foi com minha mãe,que dizia que não conseguia nem me olhar pq eu estava deformada isso era horrivel e eu sei que ela não fazia por mal,mas ela tambem nao aguentava me ver daquele jeito com 123 kgs no meio da gordura.

Kêkê disse...

Jú, esse sentimento de inferioridade que nos assola, nos prende a uma realidade de aceitação de coisas negativas, quando estamos bem conosco resgatamos nossa auto-estima e também a voz que nos leva a atitudes e atos positivos, é um exercício dificil mas temos que nos valorizar a qualquer custo e situaçã...Logo estaremos super bem e com auto-estima radiante e VOZ para enfrentar qualquer situação...força flor...Beijocas grande

Fabi Godart disse...

Isso mesmo Ju, para já com essa históriade ficar se desculpando!!!! Voce não preciza disso. Acho o cumulo quando uma pessoa obesa vem sentar do seu lado e e pede licença e naquele licença ta imppresso "desculpe, sei que sou obesa e vou tomar parte do seu banco, mas é que pra mim é difícil ficar em pé!" Nossa, fico péssima, ninguem merece passar por nada disso. Ergue a cabeça e olhe a quem te olhar de forma ruim com cara de "o problema é seu?". Vamo lá Ju, caminhando pra auta auto estima!!! Bjosss!!!!

Leca Escorpião disse...

Concordo plenamente contigo quando disses que a obesidade tirou tua voz. É bem assim... ficamos com medo, receio, de abrir a boca e sermos julgadas de novo, já que prematuramente já somos julgadas por sermos obesas. Eu demorei anos pra abrir a boca de fato e me fazer respeitar. E agora, operada, posso te dizer que isso é fato. Os kgs a menos trazem segurança a mais, e vc começa a querer realmente ser ouvida e levada em consideração. Não deixo mais nada passar sem resposta, mesmo que ríspida e quase desrespeitosa. Só lamento pra quem espera o silencio. Agora minha boca é uma metralhadora, doa a quem doer.
Bjjssss.

Meu emagrecimento disse...

Oi Jú.
Tu sabe que eu era assim.
Também dei um basta.
Minha vida mudou completamente.
Estou me sentindo outra.
Deixar a opnião dos outros interfirir na nossa vida é cruel.
Agora dou resposta na hora, seja quem for.rsrsrs
Beijinhos

Juliana Pogorzelski Abreu disse...

Oi Jújú! "Concordo com você, quem realmente gosta ão precisa de justificativas",mas é incrível como nos pegamos fazendo isso. - Acho que já virou meio automático, por nos sentirmos as vezes inferiores por não termos tido o domínio da nossa mente e uma determinação intrínseca pra nunca termos nos deixado engordar... aí olhamos pra outra pessoa, e é como se dissemos a nós mesmos: " ela consegue emagrecer, deve se perguntar porque eu não consigo ou porque não me reeduco"...e aí lá vai outra rodada de explicações que na verdade nem nós mesmo fomos ainda de procurar nos sentimentos mais reprimidos onde tudo se perdeu...para chegarmos onde chegamos. É triste, e a culpa aumenta quando nos justificamos, parece que o fardo cresce além do peso, como a consciência de não ter sido capaz de evitar a tempo que isso acontecesse. É bem por aí eu acho... me sinto assim e também quero dar um basta nisso, pois isso não reflete a pessoa que somos de verdade. Beijos lindona, fica bem, e obrigada pelo carinho de sempre.

Juliana Pogorzelski Abreu disse...

kkkkk, metrelhadora Leca! Adoreii!!! rsrsrsr

Juliana Pogorzelski Abreu disse...

Nossa! deformada é uma palavra forte....e destruidora!
Acho que nossas mães são vizinhas de pensamento, e eu que achava que só a minha conseguia ser cruel com seus comentários ...aff é difícil!

Rosana de Oliveira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rosana de Oliveira disse...

Sabe que eu me pego fazendo isso? Acho que todas essas justificativas são pra mim mesma, afinal tento me convencer que se estou com obesidade I não foi "culpa minha" e sim das circunstâncias que me levaram a esse descontrole. São essas justificativas que não me deixam ter disciplina e autocontrole, que não me deixam motivada cada vez que tento a reeducação alimentar ou os exercícios físico. A maioria das vezes fico esperando que algo mágico aconteça e pirlimpimpim: os meu 58 kg dos 20 anos! Não existe nada sem sacrifício, sem despender energia e dedicação.Beijos
"Não importa quantos passos você deu para trás, o importante é quantos passos agora você vai dar pra frente." Provérbio Chines
Visite meu blog: http://canseideestargordavouvencer.blogspot.com/

Mariana disse...

Ola Juliane, é muito forte o seu relato, nossa, como é triste o que a gordura, a obesidade podem fazer conosco. eu por exemplo, tive sindrome do panico e um dos causadores foi a gordura.
Ja estou seguindo o seu blog e muito obrigada pela sua visita...
beijokas

Alê Lourenço disse...

Ju, nossa quanta verdades na suas palavras!! Super me identifiquei com isso. Eu me vejo evitando as pessoas e evitando situações por me sentir envergonhada do meu corpo. Parece que desde que engordei demais, fui perdendo a força. Aff, isso é horrível mesmo. Mas dar o basta é ´primeiro e principal passo. beijinhossss

Fátima disse...

Que situação desconfortável! Às vezes as pessoas não tem noção do limite entre o lado pessoal e o profissional. Espero que logo você consiga se impor. Só fazem conosco o que deixamos que façam. Um beijo!

Postar um comentário

Seu cometário é sempre bem-vindo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

▲ subir!